Categoria: António Barahona

Alfarrabista. António Barahona

Hoje comprei um livro de Raul de Carvalho
por um euro, o que considero um escândalo!
Os poetas, regra geral, sempre foram pobres,
mas a sua poesia vale muito mais do que
o peso de mil resmas de rouxinol em oiro.
Isto, evidentemente, pouca gente sabe.
Se muita gente soubesse
os poetas seriam todos ricos.

António Barahona

Telhados de Vidro, n.º 12, Averno, Lisboa, 2009.

Anúncios