Poesia. Miguel Torga

IMGP7773

É dia no outro mundo
Dos versos.
Abriu-se a noite num halo
De véu caído,
E uma mensagem de charco
Purificado
Entra, branca, no ouvido…
É há um ouvido acordado.
Pelos fios do luar
Etéreos sons, melodias,
Vão chegando,
E são as valas sombrias
E os juncos negros da lama
Que se iluminam na chama
Dessa fogueira secreta
Que queima os lençóis da cama
Do Poeta.

Sinais perdidos no espaço?
Mas é no morse de imagens,
Na espectral telegrafia,
Que são reais as paisagens
Da Poesia.

Miguel Torga in Poesia Completa

Anúncios

One thought on “Poesia. Miguel Torga

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s